Como começar a investir?

como começar a investir start verde

Você tem dinheiro parado no banco? Descubra o passo a passo de como começar a investir na bolsa de valores.

Fala, meu caro! Tem dinheiro parado no banco e está pensando em investir? Deixar dinheiro parado no banco não é tão vantajoso, mas investir através do banco também não é!

Neste texto, você vai saber claramente onde e como você deve investir. Além disso, vou te falar exatamente os passos que você deve dar para investir com segurança e obter resultado.

Pronto para dar o primeiro passo para começar a investir de verdade? Vem comigo!

Não deixe seu dinheiro no banco

É bem provável que você tenha um dinheiro parado no banco, numa conta poupança ou corrente. Mas os bancos oferecem serviços padrão , como abrir conta, fazer transferências, disponibilizar cartão de crédito etc.

Ou seja: o banco não foi feito para você investir. E se você está pensando em aumentar a sua renda, no banco, o seu dinheiro não vai render nada.

Não comece a investir no banco

Uma vez que o banco é voltado para aqueles serviços, ele não serve para você realizar investimentos.

Aliás, se ele te ofereceu algum, há uma grande chance de a taxa ser bastante alta e a rentabilidade muito ruim. Dessa forma, o seu dinheiro vai ficar parado e você não vai ganhar nada com isso.

O seu dinheiro no banco não vai render nada. Se você quer começar a investir de verdade, o que você precisa é abrir uma conta em uma corretora.

Como começar a investir: Abra uma conta em uma corretora

A corretora será a sua intermediária. Ela estará entre você e os investimentos. Você abre uma conta na corretora e passa a ter acesso aos investimentos disponíveis no mercado — como ações, FIIs e títulos.

É, sobretudo, por meio dela que você poderá comprar e vender ações. Por isso, vou te dar duas dicas para você escolher uma boa corretora. Em primeiro lugar, ela deve ter registro na CVM. Você pode verificar isso no próprio site da corretora ou no Google.

Além disso, você deve procurar uma corretora tenha taxa zero — tanto a de corretagem (taxa para comprar ação e FIIs) quanto a de custódia (taxa de manutenção do dinheiro). Algumas das que possuem taxa zero são a Clear, a NUinveste, e a Rico.

Já falei aqui no blog sobre como escolher a melhor corretora de valores, você pode conferir nesse texto.

Em seguida, basta transferir o seu dinheiro do banco para a corretora, a fim de ter acesso aos investimentos, e começar a investir.

Se você já começou a investir em um banco, eu também já expliquei como transferir seus ativos para uma corretora, Transferência de Custódia: o que é e como fazer.

Como começar a investir: o primeiro investimento que eu faria

O primeiro investimento que eu faria é no Tesouro Selic. Um título de renda fixa, do tesouro nacional, e um dos investimentos mais seguros do país.

Sua grande vantagem é ter um rendimento um pouco maior que a poupança, além de uma liquidez diária, ou seja, você pode retirar esse dinheiro a qualquer momento sem prejuízo.

Entenda aqui porque o Tesouro Selic é o melhor investimento para quem está começando a investir.

Reserva de emergência

Esse é o primeiro passo. Isso porque antes de você focar nas ações e no crescimento de patrimônio, precisa construir a sua base: a reserva de emergência. Ela te protege de dívidas, te oferece tranquilidade e ainda protege seus investimentos dos juros compostos.

Reserva de emergencia como começar a investir

Ela deve ser construída no Tesouro Selic, por conta da liquidez que ele oferece. Depois que você usa o dinheiro da reserva, precisa repor aquela quantia novamente. E a facilidade com que o ativo pode ser convertido em dinheiro novamente com Tesouro Selic é ideal para isso.

Entenda o que é uma reserva de emergência e como calculá-la.

Investimento de curto prazo

Quando você for investir no Tesouro Selic, procure o título que tem o prazo de vencimento mais próximo da data em que você está. É nele que você vai montar a sua reserva de emergência e fazer os seus investimentos de curto prazo. Porque ele garante segurança e liquidez.

Entenda como funciona a renda variável

Em primeiro lugar, é preciso tomar muito cuidado para não perder dinheiro. Neste texto aqui eu conto os 3 maiores erros do investidor iniciante.

Após transferir o dinheiro para a corretora, fazer a sua reserva de emergência, bem como os investimentos de curto prazo, você vai começar a aumentar o seu patrimônio. Gerando renda passiva e fazendo com que ele cresça ao longo do tempo.

Se você começa a investir e fica somente na renda fixa, apesar de ela ter uma renda pouco maior que a poupança, o seu patrimônio não terá chances de crescer. O que vai te proporcionar isso é a renda variável. Mas, antes de começar, você precisa entender três coisas.

3 dicas para investir na renda variável

1.Tenha visão de sócio

Você precisa ter uma visão de sócio quando for investir em renda variável. A única maneira de conseguir ter sucesso na renda variável e aumentar seu patrimônio, de forma estruturada, é olhar para uma ação como uma empresa.

Afinal, quando você compra uma ação, é como se você se tornasse sócio de tal empresa. E, assim, recebe parte de seus lucros. Por isso deve escolher a ação pela empresa que está por trás dela. É a premissa básica para que todo o restante dê certo.

2. Foque no longo prazo

Aumentar o patrimônio é um processo que leva tempo e necessita de constância. Você vai aportar todo mês e aguardar os juros compostos trabalharem para fazer o seu patrimônio crescer no longo prazo.

Na renda variável, você deve focar no longo prazo. Enriquecer leva tempo. Atalhos para isso, muito provavelmente, vão te fazer perder dinheiro.

3. Movimente o menos possível os investimentos

O dinheiro que você deseja ganhar não está na compra e venda (desesperada) de ações, mas na espera.

O que vai multiplicar o seu patrimônio ao longo do tempo é você escolher boas ações para comprar e, em seguida, mantê-las por um longo período de tempo.

Comece a investir em renda variável com FIIs

Como começar a investir FIIs prédios

Para começar na renda variável: Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs). Por quê? Eles têm uma volatilidade menor, ou seja, eles variam menos ao longo do tempo. Isso te ajuda a não ficar tão sujeito a comprar e vender ações sem necessidade e acabar perdendo dinheiro.

Além disso, ele te entrega uma renda passiva todos os meses com a distribuição dos aluguéis. E assim, você percebe mais facilmente que está crescendo.

Encontre aqui os melhores fundos imobiliários: 10 indicadores para encontrá-los

Ações: como começar a investir nelas?

Agora, depois de já ter feito tudo que foi dito acima, é que você deve começar a investir em ações de fato.

No começo, escolha aquelas que têm uma oscilação menor, que sofrem uma queda menos brusca, quando algum impacto acontece. São geralmente as Bluechips, as grandes empresas.

Não caia na cilada de começar a investir naquela que tem uma fama de que se recupera rápido ou na que está mais barata. Busque empresas que já estão consolidadas no mercado, têm estrutura e geram lucro de maneira consistente.

Dessa forma, além de maior rentabilidade, você também terá mais segurança.

Diversifique no exterior

É imprescindível, para qualquer carteira, que você tenha uma diversificação no exterior! Isto é: que você invista em ativos aqui no Brasil e também em ações nos Estados Unidos.

Hoje em dia é extremamente fácil para você fazer isso. Existem corretoras para estrangeiros que te dão acesso direto aos ativos dos EUA.

Então, depois que você montou sua carteira de FIIs e de ações, comece a procurar e a pesquisar uma corretora para estrangeiros, a fim de ter acesso aos investimentos no exterior e, assim, diversificar lá também.

Conclusão

Feito isso, você tem uma carteira completa. Primeiro a reserva de emergência, para qualquer coisa que aconteça no curto prazo. Depois os FIIs e as ações no Brasil, que vão multiplicar seu patrimônio e gerar renda passiva.

E, por fim, parte da sua carteira no exterior, por meio dos Stocks, dos Reits, dos ETFs. O que vai te proporcionar proteção, uma vez que essa sua renda será em dólar.

Com todo esse guia, resta apenas começar a investir de verdade.

Quer saber mais sobre investimentos? Faça parte do nosso Grupo de Verdade. Tenha acesso a conteúdos novos toda semana!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades! Coloque seu e-mail abaixo para receber as atualizações do blog.

Deixe seu melhor e-mail abaixo para participar: